Sala de Imprensa

fundação everis anuncia finalistas do Prêmio Empreenda Saúde 2020

Logo do VI Prêmio Empreenda Saúde 2020

Em evento realizado no dia 15/10 on-line, os jurados escolheram as seis startups finalistas da premiação, cujas aplicações responderam ao tema: “A nova realidade da saúde em meio à crise” e que concorrem a R$ 50 mil e a serviços de assessoria em empreendedorismo tecnológico.

A fundação everis, instituição que apoia e promove o empreendedorismo por meio de atividades em diferentes esferas da sociedade, reuniu um júri com mais de 50 profissionais atuantes junto ao setor de saúde e inovação e elegeu os seis finalistas do Prêmio Empreenda Saúde 2020: ArchiMotu, ART - augmented reality therapy, Cor.Sync, E-lastic Fit, Hilab e VITA. A premiação, criada para apoiar e promover o empreendedorismo nesse setor, contribuindo para a melhoria das práticas, processos, tecnologias e métodos de gestão no setor de saúde, está em sua sexta edição e contou com a inscrição de 159 projetos válidos de todo o Brasil, que atenderam 100% o regulamento.

As startups finalistas do Empreenda Saúde, realizado com o apoio do InovaHC, bem como de seus dois núcleos de inovação associados, o InovaInCor e CITIC; e de dois novos parceiros - a Câmara Oficial Espanhola de Comércio e a TekCapital, empresa de investimentos em tecnologia IP, que fizeram a apresentação de seus projetos on-line para gestores nacionais de saúde, que buscam soluções tecnológicas e inovações, são:

  • ArchiMotu – um dispositivo de treinamento portátil MoTU® (Mobile Training Unit), que é patenteado e equipado com sensores eletrônicos, como células de carga, encoder e potenciômetro para tratamentos de reabilitação e fisioterapia por meio de exercícios e da coleta e análise de dados biométricos. O MoTU® pode ser usado separadamente em equipamentos já existentes no mercado, como espaldares e outros pontos fixos, ou anexado ao Archi® - um arco modular para o apoio de unidades MoTU® - também patenteado e especialmente desenvolvido para armazenar até 30 unidades MoTU, oferecendo assistência e resistência dependendo da demanda do paciente.
  • ART - augmented reality therapy – é um software de (tele)reabilitação, que por intermédio de um sensor de movimento permite que o paciente interaja com jogos, que quantificam graficamente seu desempenho. É uma alternativa para a terapia ou reabilitação motora e neurológica de pacientes, que utiliza jogos de realidade aumentada, e possibilita que o fisioterapeuta acompanhe vários pacientes ao mesmo tempo, levando a diminuição dos custos tanto para o terapeuta, como para o paciente.  Além disso, ao adotar jogos lúdicos de realidade virtual ou aumentada, o ART assegura maior aderência dos pacientes aos tratamentos.
  • Cor.Sync – solução completa para diagnóstico rápido e preciso de infarto, o Cor.Sync Point of Care foi idealizado para ser usado no atendimento de emergência hospitalar, sendo um dispositivo de mesa, que traz resultados de troponina com precisão laboratorial em menos de 10 minutos, além de uma plataforma de auxílio à decisão clínica.
  • E-lastic Fit – é uma solução IoT que auxilia fisioterapeutas a avaliar a força muscular de membros superiores e inferiores, baseados em evidências em tempo real, podendo tornar mais assertivos os tratamentos.  É composta por um dinamômetro portátil sem fio, que cabe na palma da mão e pode ser levado a qualquer lugar, podendo ser acoplado a pilastras, corrimãos e árvores. Esse dispositivo envia dados para um aplicativo e uma plataforma em nuvem a fim de viabilizar o acompanhamento, avaliação e notificações de feedbacks/alertas, gerando relatórios que incorporam inteligência de fisioterapia, gráficos de força máxima, média e mínima, comparações de simetria entre membros, coeficientes I/Q, tempo de fadiga, entre outras variáveis importantes.
  • Hilab – é uma iniciativa 100% brasileira que visa massificar o acesso a exames laboratoriais básicos usando IoT (Internet das Coisas). Com apenas um furo na ponta do dedo, algumas gotas de sangue são coletadas e inseridas no dispositivo Hilab. Depois da coleta, a amostra é enviada para o nosso laboratório via internet para análise e um laudo assinado por profissionais da saúde é disponibilizado ao paciente em minutos.
  • VITA – é um sistema de diagnostico portátil de câncer do colo de útero e bocal, que utiliza algoritmos de aprendizagem para detectar rapidamente a existência de células cancerígenas, evitando complicações de saúde. É um dispositivo digitalizador de imagens, com um sistema de processamento de imagens baseado em deep learning, aprendizagem por reforço e um software de telecitologia, que obtém resultados promissores na velocidade de entrega e na acurácia do teste, assim como no rastreamento e gestāo do mesmo. Possibilita que pacientes e centros de coleta agendem e rastreiem o teste, além de receberem rapidamente os resultados e se comunicarem com seu médico remotamente.

Estas iniciativas finalistas do Empreenda Saúde 2020 se adequaram às seguintes categorias:

  • Desospitalização e monitoramento – projetos que promovam o controle, comunicação ou interface de informação com o paciente, de forma a promover uma menor utilização do ambiente hospitalar, privilegiando sempre a segurança do paciente e o suporte assistencial;
  • Capacitação, treinamento e educação em saúde - soluções tecnológicas emergentes que promovam disseminação de conteúdo, engajamento, treinamento e acesso a conhecimento para pacientes e profissionais do segmento da saúde. Elas devem ser lúdicas ou simularem o ambiente de trabalho para uma aprendizagem rápida e eficaz;
  • Segurança hospitalar - tecnologias que identifiquem e alertem situações, locais e ações de risco dentro do ambiente hospitalar;
  • Suporte ao atendimento hospitalar – propostas tecnológicas que permitam melhorar a interação dentro do ambiente hospitalar entre os vários envolvidos, seja nos processos administrativos, assistenciais ou comunicativos;
  • Segurança direcionada à saúde coletiva - tecnologias que permitam identificar e alertar situações que ofereçam risco à saúde da coletividade, a fim de evitar a sua disseminação;
  • Medicina preventiva e saúde mental - soluções digitais emergentes de promoção, prevenção e engajamento do indivíduo às ações e programas de manutenção e beneficiamento da saúde física e mental.

O ganhador brasileiro do VI Empreenda Saúde será anunciado em um evento on-line no dia 12 de novembro e receberá o valor de R$ 50 mil, além de um pacote de serviços de mentoring oferecido pela everis Brasil, a ser realizado em plataforma digital, de natureza gratuita e duração máxima de três meses. Além disso, o vencedor nacional participará da final global dos Prêmios everis global, que será realizada em novembro de 2020, a fim de concorrer a um prêmio adicional de 60 mil euros, aportado pela fundação everis da Espanha e participará no primeiro semestre do ano de 2021 da semana de inovação em Madrid, a everis talent week.

“Tivemos a oportunidade de conhecer iniciativas de empresas e talentos brasileiros que estão empreendendo a fim de contribuir para a expansão e qualificação do setor de saúde, algo fundamental em um momento no qual os sistemas de saúde em todo o mundo estão em foco. Com o Empreenda Saúde, esperamos dar nossa contribuição ao mercado de saúde e à população brasileira, com soluções que visam aperfeiçoar seu atendimento e cuidados de saúde”, afirma Antonio Carlos Valente, presidente da fundação everis Brasil.

O Empreenda Saúde hoje é uma referência de inovação e empreendedorismo no mercado nacional. Para se ter uma ideia de sua relevância entre as startups inovadoras que se destacaram em edições anteriores estão: Epistemic, com solução para detecção antecipada de surtos epiléticos; Fófuuu, software para tratamentos de fonoaudiologia; Phelcom, retinógrafo portátil; Nuclearis, sistema baseado em medicina nuclear; e a Neurobots, que criou um exoesqueleto controlado pelo cérebro, que ajuda na recuperação de pacientes que sofreram acidentes vasculares cerebrais (AVCs). Estas startups ganharam outros prêmios e conseguiram aportes de importantes players do mercado.

Eventos

sexta-feira 30 Outubro 2020
Pitchday das startups do VI Prêmio Empreenda Saúde
sábado 24 Outubro 2020
Trilhando futuro: perspectivas e possibilidades | Evento para mentoradas do Programa Púlsar
quinta-feira 15 Outubro 2020
Reunião do Júri do VI Prêmio Empreenda Saúde

Últimas notícias

qui, 17/12/2020 - 00:18
Radar

Com um prêmio consolidado junto ao setor, do qual mais de 1.000 startups e empreendedores já participaram, a instituição mapeou as soluções tecnológicas de saúde nacionais a fim de ajudá-las a despertar a atenção dos investidores e de instituições que podem e devem se beneficiar com a adoção de seus projetos.

qui, 17/12/2020 - 00:14
Homem loiro com camiseta preta e ao fundo uma tela de computador com o logo da Cor Sync

Solução para diagnóstico de infarto em atendimentos de emergência hospitalar foi escolhida entre as mais de 460 startups inscritas este ano. Recebeu como prêmio R$ 50 mil, um pacote de mentoring da everis e a oportunidade de participar da final global dos prêmios everis, no final de novembro, e da everis talent week no primeiro semestre de 2021

sex, 23/10/2020 - 17:52
Logo do VI Prêmio Empreenda Saúde 2020

Em evento realizado no dia 15/10 on-line, os jurados escolheram as seis startups finalistas da premiação, cujas aplicações responderam ao tema: “A nova realidade da saúde em meio à crise” e que concorrem a R$ 50 mil e a serviços de assessoria em empreendedorismo tecnológico.

sex, 09/10/2020 - 21:38
Imagem de um idoso com os dizeres soluções em blockchain para reduzir a violência contra mulheres, crianças e idosos - blockchain challenge

Com um vencedor e três projetos reconhecidos como os mais valorizados, o Desafio “BlockchAngel” do IDB Lab e da fundação everis foi concluído no âmbito do LACChain, que busca soluções baseadas em blockchain para mitigar a violência doméstica que afeta mulheres, crianças e idosos. 

O vencedor e os três projetos mais valorizados pelo júri receberão um pacote de apoio comercial, técnico e tecnológico para o co-desenvolvimento e implementação de uma solução para essa problemática.